Certificados disponíveis.
Clique para acessar a área de impressão!


Programação Completa

 

Segunda-feira, 20 de novembro de 2023
Terça-feira, 21 de novembro de 2023
Quarta-feira, 22 de novembro de 2023
Quinta-feira, 23 de novembro de 2023
Sexta-feira, 24 de novembro de 2023



• Segunda-feira, 20 de novembro de 2023
Horário Atividade Sala
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
C01 - PROCESSO DE ANÁLISE DE PROJETO ARQUITETÔNICO PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO (20/11 - 08h às 12h)
Curso Pré-Simpósio
C01 - PROCESSO DE ANÁLISE DE PROJETO ARQUITETÔNICO PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO (20/11 - 08h às 12h)
Local: Sala 1

Vagas: 30

Carga horária: 4 horas

Coordenador(a):
Maíra Mara Ferreira Menezes

Ementa:
Visa dar ao profissional da área de arquitetura, engenharia, profissionais gestores da área de saúde, e outros profissionais de áreas afins e responsáveis por estabelecimentos, o treinamento necessário para conseguirem compreender o processo de análise de projeto, suas etapas e como organizar a documentação necessária para aprovação. Ao se conhecer como funciona o processo de análise de projeto arquitetônico que é obrigatório para emissão de alvará sanitário, pode-se tornar mais eficaz tanto na administração de estabelecimentos de interesse da saúde como na produção de projetos arquitetônicos. Esse processo é composto de uma documentação obrigatória que serve de apoio à análise de projetos. Uma documentação entregue correta e completa agiliza e otimiza todo o processo. Por muitas vezes a morosidade do processo, causa prejuízos a donos de estabelecimento e investidores, ser a pessoa que domina esse processo pode ser visto como um diferencial para quem atua na área. A necessidade de aprovação do projeto não se limita somente a novos estabelecimentos, ela é obrigatória em caso de reforma ou adequação de espaços, ampliação ou alguma mudança da legislação. Portanto, entender esse processo é importante tanto para quem vai iniciar um empreendimento como para quem precisa mantê-lo em pleno funcionamento. Considerando o cenário pós-pandêmico nos deparamos como novos estabelecimentos e a necessidade de adequar os que já existiam a nova realidade. Essa etapa na emissão de alvará pode ser mais ágil se os responsáveis estiverem munidos de conhecimentos básicos sobre o processo sendo mais assertivos e não tendo a necessidade de ir e voltar com o projeto diversas vezes. Essa eficácia proporcionaria uma redução nas filas de espera por analise e permitiria estabelecimentos funcionando de forma eficaz e com seus alvarás em dia.

Proponente e Coordenador(a): Maíra Mara Ferreira Menezes - Secretaria de Estado de Saúde (MG)
Sala 1
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C02 - FISCALIZAÇÃO DE PRODUTOS FUMÍGENOS DERIVADOS OU NÃO DO TABACO
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C02 - FISCALIZAÇÃO DE PRODUTOS FUMÍGENOS DERIVADOS OU NÃO DO TABACO
CURSO CANCELADO

Ementa:
Curso voltado a abordar os temas pertinentes a fiscalização dos produtos fumígenos derivados ou não do tabaco: Ambientes livres de fumo, verificação da regularidade dos produtos de tabaco, proibição da propaganda, Dispositivos Eletrônicos para Fumar (cigarros eletrônicos, HTP, etc...), aditivos nos produtos de tabaco.
08:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C04 - VIGILÂNCIA SANITÁRIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS: IMPORTÂNCIA DA INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PRÁTICAS AVALIATIVAS
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C04 - VIGILÂNCIA SANITÁRIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS: IMPORTÂNCIA DA INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PRÁTICAS AVALIATIVAS
CURSO CANCELADO

Ementa:
O curso irá abordar a importância da institucionalização de processos avaliativos para o fortalecimento dos serviços de vigilância sanitária. Objetivo: Apresentar o campo da avaliação em saúde visando à produção de informações que permitam apoiar os gestores, e profissionais da vigilância sanitária, na qualificação de intervenções que agreguem maior impacto nos indicadores de saúde. Metodologia: Considerando que a avaliação é uma atividade crítico-reflexiva a metodologia será baseada em estratégias educacionais envolvendo situações-problema e construção de projetos avaliativos voltados à realidade dos alunos. O curso irá abordar as seguintes dimensões:
(i) Risco e a importância da avaliação em saúde para qualificar a tomada de decisões; (ii) Importância da avaliação das ações de Vigilância Sanitária: definição dos objetivos, tipos de abordagens avaliativas e desenhos de estudos em avaliação; (iii) Descrição da intervenção: Construindo o modelo lógico da intervenção. Perguntas de monitoramento e avaliação das ações de vigilância sanitária; (IV) Foco da avaliação: critérios, indicadores e parâmetros para avaliação. Análise dos resultados e o desafio da comunicação na avaliação em saúde.
08:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
C06 - PROCESSO ADMINISTRATIVO SANITÁRIO: APRIMORANDO A ATUAÇÃO DA VISA (20/11 - 08h às 18h e 21/11 - 08h às 12h)
Curso Pré-Simpósio
C06 - PROCESSO ADMINISTRATIVO SANITÁRIO: APRIMORANDO A ATUAÇÃO DA VISA (20/11 - 08h às 18h e 21/11 - 08h às 12h)
Local: Sala 2

Vagas: 30

Carga horária: 12 horas

Coordenadores:
Bruno Naundorf
Dora Valéria Bocchi Barlem
Cláudia de Oliveira Britto Pilau

Ementa:
O curso contribui para uniformizar e qualificar as ações de fiscalização, sendo aplicável a todas as áreas de atuação da VISA, para que os fiscais tenham conhecimento da legislação existente, a fim de que observem adequadamente os ritos processuais estabelecidos legalmente e, consequentemente, sejam plenamente válidos e eficazes. O objetivo do curso é atualizar e qualificar as ações dos fiscais, a fim de propiciar ações resolutivas capazes garantir o cumprimento do objeto de trabalho, que é o de garantir, diminuir ou eliminar riscos à saúde. A relevância da temática se evidenciou na pandemia, onde foi essencial a atuação imediata e eficaz das equipes de fiscalização com conhecimento em processo administrativo sanitário.

Proponente e Coordenador(a): Bruno Naundorf - Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (RS)
Proponente e Coordenador(a): Dora Valéria Bocchi Barlem - Centro Estadual de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (RS)
Proponente e Coordenador(a): Cláudia de Oliveira Britto Pilau - Secretaria Estadual da Saúde RS (RS)
Sala 2
08:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C08 - TECNOVIGILÂNCIA: ATUALIZAÇÃO PARA O SNVS
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C08 - TECNOVIGILÂNCIA: ATUALIZAÇÃO PARA O SNVS
CURSO CANCELADO

Ementa:
A tecnovigilância não está incorporada à rotina das Visa apesar de não estarem isentas de atuar em notificações. O curso oferecerá atualização e discutirá ferramentas, com exposições-dialogadas, acesso ao Notivisa e a painéis de Tecnovigilância. Nas seguintes dimensões: Estado da arte da Tecnovigilância Notificação e avaliação de evento adverso, queixa técnica e ação de campo – Notivisa e Alertas em Tecnovigilância Aplicabilidade de painéis de Tecnovigilância na rotina das Visa. Continuação das discussões da Aplicabilidade de painéis de Tecnovigilância na rotina das Visa.
08:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C09 - DESAFIOS E ESTRATÉGIAS PARA A REDAÇÃO CIENTÍFICA NA PRÁTICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C09 - DESAFIOS E ESTRATÉGIAS PARA A REDAÇÃO CIENTÍFICA NA PRÁTICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA
CURSO CANCELADO

Ementa:
A Vigilância Sanitária, ação instituída no Sistema Único de Saúde (SUS) é uma área interdisciplinar, que abarca diferentes saberes e práticas. O fato de estar instituída nacionalmente propicia diferentes olhares e formas de atuação, muitas vezes compartilhada em eventos, porém pouco divulgadas/traduzidas em publicações científicas por seus trabalhadores e trabalhadoras. Para que essa realidade se transforme, é fundamental o conhecimento teórico de pontos essenciais para a elaboração de textos científicos. Acredita-se que esse curso possa contribuir na incorporação desse conhecimento, e na disseminação e discussão das experiências vividas pelos seus entes, o que potencializará a área de conhecimento. Objetivo: O objetivo do curso é proporcionar aos alunos e alunas o aprimoramento da escrita de artigos científicos relacionados ao tema vigilância sanitária e áreas inter-relacionadas como estratégia de divulgação de práticas e de informação. Metodologia: aulas expositivas e dinâmicas sobre os conceitos teóricos da redação científica, por meio da discussão de artigos científicos. Opcionalmente o aluno ou aluna pode, se desejar, compartilhar seu resumo submetido ao 9º Simbravisa para que possamos utilizar como material didático e discussão em aula. Ou ainda, um resumo (no máximo 250 caracteres) visando qualquer outro objetivo de pesquisa ou relato de experiência.
08:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C12 - COMUNICAÇÃO E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: OS DESAFIOS À VISIBILIDADE DAS AÇÕES E À PROMOÇÃO DA SAÚDE
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C12 - COMUNICAÇÃO E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: OS DESAFIOS À VISIBILIDADE DAS AÇÕES E À PROMOÇÃO DA SAÚDE
Local:

Vagas: 30

Carga horária: 12 horas

Ementa:
Discutir a dimensão política e prática do trabalho em Vigilância Sanitária a partir do campo da comunicação e saúde. A produção de sentidos e vínculos nos territórios e serviços e os desafios para ampliar a visibilidade das ações da VISA, de modo a fortalecer a prevenção e a promoção da saúde no SUS.
08:00 - 18:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.04 - EXPERIÊNCIAS E PERSPECTIVAS DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE BASE TERRITORIAL: O PROTAGONISMO DAS POPULAÇÕES QUILOMBOLAS, DO CAMPO E DAS ÁGUAS - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 08h às 18h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.04 - EXPERIÊNCIAS E PERSPECTIVAS DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE BASE TERRITORIAL: O PROTAGONISMO DAS POPULAÇÕES QUILOMBOLAS, DO CAMPO E DAS ÁGUAS - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 08h às 18h)
Local: Sala 4

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
A oficina pretende fazer uma reflexão em dois blocos em formato de rodas de conversas em uma interação entre os GT de saúde do trabalhador e de saúde ambiental. Trazendo ao debate a complexidade sócioambiental da saúde: 1-experiências de vigilância em saúde de base territorializadas com protagonismo das populações das águas e do campo; 2-aprofundamento estratégico dos caminhos da vigilância em saúde ambiental e da saúde do trabalhador e trabalhadora no Brasil e suas perspectivas.

Proponente e Coordenador(a): Jorge Mesquita Huet Machado - FIOCRUZ-DF (DF)
Proponente e Coordenador(a): Simone Alves dos Santos - Secretaria de Estado da Saúde São Paulo (SP)
Sala 4
09:00 - 14:30 Oficina - Pré-Simpósio
OF.08 - ATUAÇÃO DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE NA INVESTIGAÇÃO DE SURTO EM AMBIENTES HOSPITALARES - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 09h às 14h30)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.08 - ATUAÇÃO DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE NA INVESTIGAÇÃO DE SURTO EM AMBIENTES HOSPITALARES - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 09h às 14h30)
Local: Sala 5

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
A oficina temática objetiva discutir a aplicação dos passos da investigação de surtos em ambientes hospitalares, considerando a integração das ações de vigilância no cenário da investigação. A atividade terá momentos explicativos e operacionais para a construção do produto final. Produto esperado: Construção de uma representação gráfica com os passos da investigação de surtos em ambientes hospitalares.

Proponente e Coordenador(a): Samara Carolina Rodrigues - Ministério da Saúde (DF)
Sala 5
13:30 - 17:30 Oficina - Pré-Simpósio
OF.06 - LUTAS SOCIAIS PARA GARANTIA DO DIREITO INTEGRAL AO SUS - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 13h30 às 17h30)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.06 - LUTAS SOCIAIS PARA GARANTIA DO DIREITO INTEGRAL AO SUS - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 13h30 às 17h30)
Local: Sala 1

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Discutir o direito à saúde no contexto do Zika vírus, a participação das famílias afetadas, o controle social no SUS. Debater o direito integral à saúde, o papel do controle social e dos movimentos sociais na luta pelo SUS. Para isso, exibiremos o documentário Toda Forma de Ser, que busca dar visibilidade às trajetórias de pessoas afetadas pelo Zika vírus.

Proponente e Coordenador(a): Berenice de Freitas Beré de Freitas Diniz - Instituto René Rachou/Fiocruz Minas e SMS Betim (MG)
Proponente e Coordenador(a): Rilke Públio - Fenafar (MG)
Sala 1
13:30 - 17:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.07 - CAPACITAÇÃO DE COORDENADORES DE DISCUSSÃO TEMÁTICA - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 13h30 às 17h e 21/11 - 08h às 12h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.07 - CAPACITAÇÃO DE COORDENADORES DE DISCUSSÃO TEMÁTICA - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 13h30 às 17h e 21/11 - 08h às 12h)
Local: Sala 6

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Apresentar aos Coordenadores de DT’s a metodologia de condução das atividades.

Proponente e Coordenador(a): Luiz Antônio Dias Quitério - VISA/SES-SP (SP)
Sala 6
14:00 - 17:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.01 - PROADI-SUS/HAOC - INTEGRAVISA - IMPLANTAÇÃO DO SGQ NAS UNIDADES DO SNVS E APRESENTAÇÃO DA 2º EDIÇÃO DO GUIA PARA IMPLANTAÇÃO DO SGQ NO SNVS - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 14h às 17h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.01 - PROADI-SUS/HAOC - INTEGRAVISA - IMPLANTAÇÃO DO SGQ NAS UNIDADES DO SNVS E APRESENTAÇÃO DA 2º EDIÇÃO DO GUIA PARA IMPLANTAÇÃO DO SGQ NO SNVS - SOMENTE CONVIDADOS (20/11 - 14h às 17h)
Local: Sala 3

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Identificação das dificuldades para promoção e adoção dos instrumentos de gestão para o planejamento das ações de Visa, no âmbito do SNVS. Identificação de meios e instrumentos que promovam a melhoria e eficiência da atuação integrada do SNVS. Produto esperado: Estudos estratégicos

Proponente e Coordenador(a): Alex Sander Duarte da Matta - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (DF)
Coordenador(a): LUIZA MARIA MARTINS - HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ (SP)
Sala 3


• Terça-feira, 21 de novembro de 2023
Horário Atividade Sala
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C02 - FISCALIZAÇÃO DE PRODUTOS FUMÍGENOS DERIVADOS OU NÃO DO TABACO (continuação)
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C02 - FISCALIZAÇÃO DE PRODUTOS FUMÍGENOS DERIVADOS OU NÃO DO TABACO (continuação)
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C03 - TÉCNICAS DE IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE PRODUTOS SUJEITOS A VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C03 - TÉCNICAS DE IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE PRODUTOS SUJEITOS A VIGILÂNCIA SANITÁRIA
CURSO CANCELADO

Ementa:
Apresentar as principais técnicas aplicadas na identificação de bactérias. Conteúdo: técnicas baseadas em caracterização fenotípica, MALDI TOF/MS e técnicas baseadas em sequenciamento. Público: profissionais que trabalham em laboratórios do SNVS.
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C04 - VIGILÂNCIA SANITÁRIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS: IMPORTÂNCIA DA INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PRÁTICAS AVALIATIVAS (continuação)
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C04 - VIGILÂNCIA SANITÁRIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS: IMPORTÂNCIA DA INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PRÁTICAS AVALIATIVAS (continuação)
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C05 - TECNOVIGILÂNCIA: O MONITORAMENTO PÓS MERCADO DE PRODUTOS PARA A SAÚDE
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C05 - TECNOVIGILÂNCIA: O MONITORAMENTO PÓS MERCADO DE PRODUTOS PARA A SAÚDE
CURSO CANCELADO

Ementa:
Apresentar o VIGIPÓS e os aspetos relacionados à Tecnovigilância para os profissionais de Visa - conceitos, legislações, integração com as BPF de produtos médicos, uso dos sistemas de informação e planejamento de ações sanitárias. Relato de experiência do RJ.
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
C06 - PROCESSO ADMINISTRATIVO SANITÁRIO: APRIMORANDO A ATUAÇÃO DA VISA (continuação) (20/11 - 08h às 18h e 21/11 - 08h às 12h)
Curso Pré-Simpósio
C06 - PROCESSO ADMINISTRATIVO SANITÁRIO: APRIMORANDO A ATUAÇÃO DA VISA (continuação) (20/11 - 08h às 18h e 21/11 - 08h às 12h)

Proponente e Coordenador(a): Bruno Naundorf - Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (RS)
Proponente e Coordenador(a): Dora Valéria Bocchi Barlem - Centro Estadual de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (RS)
Sala 2
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C07 - CANNABIS PARA FINS TERAPÊUTICOS: REGULAMENTAÇÃO BRASILEIRA E CONTROLE DA QUALIDADE DE PRODUTOS
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C07 - CANNABIS PARA FINS TERAPÊUTICOS: REGULAMENTAÇÃO BRASILEIRA E CONTROLE DA QUALIDADE DE PRODUTOS
CURSO CANCELADO

Ementa:
Discutir sobre a primeira resolução brasileira que permitiu a utilização de derivados de cannabis para uso terapêutico no Brasil, a RDC 327/2019; Desenvolvimento e validação de métodos analíticos para controle da qualidade de derivados de derivados de cannabis.
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C08 - TECNOVIGILÂNCIA: ATUALIZAÇÃO PARA O SNVS (continuação)
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C08 - TECNOVIGILÂNCIA: ATUALIZAÇÃO PARA O SNVS (continuação)
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C09 - DESAFIOS E ESTRATÉGIAS PARA A REDAÇÃO CIENTÍFICA NA PRÁTICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA (continuação)
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C09 - DESAFIOS E ESTRATÉGIAS PARA A REDAÇÃO CIENTÍFICA NA PRÁTICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA (continuação)
08:00 - 12:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C12 - COMUNICAÇÃO E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: OS DESAFIOS À VISIBILIDADE DAS AÇÕES E À PROMOÇÃO DA SAÚDE” (continuação)
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C12 - COMUNICAÇÃO E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: OS DESAFIOS À VISIBILIDADE DAS AÇÕES E À PROMOÇÃO DA SAÚDE” (continuação)
08:00 - 12:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.02 - DIRETRIZES PARA REVISÃO DOS CÓDIGOS SANITÁRIOS DOS ENTES DO SNVS - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 08h às 12h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.02 - DIRETRIZES PARA REVISÃO DOS CÓDIGOS SANITÁRIOS DOS ENTES DO SNVS - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 08h às 12h)
Local: Auditório 1

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Harmonizar os conceitos e as diretrizes para organização dos códigos e regramentos sanitários no âmbito do SNVS, baseados nos requisitos apresentados no documento técnico: “Manual para elaboração do Código Sanitário para SNVS”. Produto esperado: Planejamento estratégico

Proponente e Coordenador(a): Alex Sander Duarte da Matta - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (DF)
Proponente e Coordenador(a): Lindinalva Helena Barbosa Teixeira - Agência Nacional de Vigilância Sanitária/Anvisa (AL)
Auditório 1
08:00 - 18:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.05 - OFICINA INTER GTS AMPLIADA DA ABRASCO SOBRE VIGILÂNCIA DA SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS AOS AGROTÓXICOS E A SAÚDE REPRODUTIVA - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 08h às 18h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.05 - OFICINA INTER GTS AMPLIADA DA ABRASCO SOBRE VIGILÂNCIA DA SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS AOS AGROTÓXICOS E A SAÚDE REPRODUTIVA - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 08h às 18h)
Local: Sala 4

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Objetivo geral: Realizar uma Oficina sobre o tema da vigilância de populações expostas e
vulneráveis aos agrotóxicos e as implicações para a saúde reprodutiva e as perspectivas
apontadas na VSPEA e as novas institucionalidades exigidas.
Objetivos específicos:
1. Debater e fazer proposições de como considerar a participação social como “chave”
fundamental para construir as perspectivas da territorialidade e integralidade;
2. Com ênfase em situações de vulnerabilizaçãovulnerabilidade, debater e fazer proposições
de como efetivar a territorialidade para ação nos processos de determinação socioambiental,
considerando os diferencias culturais e ambientais e os modos de produção e de consumo, que
impõem as populações modos distintos de exposição às nocividades dos agrotóxicos;
3. Debater e fazer proposições de como considerar a integralidade, prevista nos princípios do
SUS, para ações de vigilância-cuidado e os caminhos para sua efetivação?

Questões orientadoras, segundo os três eixos:
3.1 EIXO DA PARTICIPAÇÃO
3.1.1. Como construir estruturas que possam dar sustentabilidade, autonomia, solidariedade e
resolutividade às ações de saúde nos territórios para que a vigilância dos agrotóxicos seja
efetiva?
Parte do SUS tem capilaridade nos territórios mediante a APS, no entanto ainda as diversas
vigilâncias específicas existentes no sistema seguem verticais e centralizadas desde o nível
Federal, gerando ineficácia, dicotomias, excesso de demanda para o nível local, pouca
efetividade entre outros elementos que impedem o diálogo intra e inter setorial e com os grupos
populacionais que implicados nas problemáticas dos agrotóxicos.
3.1.2. Que características devem ter os métodos empregados para efetivar a participação das
pessoas e das comunidades nos processos de vigilância em saúde, frente ao contexto e
situações de risco relacionados ao uso dos agrotóxicos?
A participação da população para o fortalecimento das ações de saúde, dos espaços públicos e
movimentos de resistência aos processos de vulnerabilização socioambiental é essencial e
urgente, sendo também necessário repensar e problematizar que tipo de participação tem se
promovido, o quanto ela tem sido capaz de contemplar e legitimar as diversas formas de
expressão e manifestação das pessoas. Os espaços institucionalizados de controle social
precisam acolher pessoas e grupos que têm seu lugar social negado, que vivem situações
históricas de exclusão e silenciamento e que não se enquadram em certos padrões e
formalidades de expressão da vida estabelecidos pelos grupos de poder.
Constata-se que para muitas áreas de conhecimento e ação fundamentais, como as de saúde,
ambiente e trabalho, existe uma crônica dificuldade do Sistema Único de Saúde em notificar e
investigar agravos e doenças, bem como os danos ambientais, decorrentes dos processos
produtivos e de consumo nos seus três níveis de gestão. Diversos saberes e práticas são
desconsiderados pelas concepções e ações de vigilância em saúde do campo sanitário dos
Estados e Municípios, tais como os movimentos e iniciativas que podemos denominar de
Vigilância Popular da Saúde, Ambiente e Trabalho, nascidos nos territórios e da organização
popular. Estes se fortalecidos podem reorientar a ação dos serviços de saúde do SUS, bem
como seus processos formativos na direção de uma vigilância da saúde participativa e mais
efetiva quanto à proteção, prevenção e cuidado da saúde e do ambiente.
Como características fundamentais apontamos: a perspectiva sistêmica/integrada/multi escalar,
de organização local, que siga um método participativo e que tem processos de avaliação com
incorporação de novos processos para avançar nas questões elencadas como desafios a
serem superados.
3.1.3. Que instrumentos de informação, de comunicação e de avaliação devem ser
desenvolvidos para que o diagnóstico, planejamento, ação e avaliação participativos sejam
efetivados?
A participação depende da construção de sentidos e de compartilhamentos, aquilo que é capaz
de mexer com os desejos, as perspectivas e a consciência. O desejo singular de cada indivíduo
também universaliza, porque somente os seres de sentido conseguem encontrar significado
no/com o outro.
Paulo Freire quando abordou a autonomia a vinculou ao conceito de dignidade, o que remete a
um processo de construção e de respeito. Ela é uma conquista que depende da tomada de
consciência, de acesso à informação e conhecimentos em contextos comprometidos com a
emancipação dos sujeitos frente às opressões e exclusões da sociedade capitalista.
Métodos baseados em um olhar integrado, sistêmico, que privilegie os processos de
comunicação e participação, que atue sobre o território com transparência, avaliação
participativa e transparência na informação deve ser buscado e implementado. Projetos pilotos
podem ser instituídos para testar essas iniciativas.
Os instrumentos podem ser aqueles apontados pela política Nacional de Educação Popular em
Saúde e pelas experiências de Vigilância nos territórios que apontem soluções para questões
que vão sendo experienciadas no SUS, nas relações intersetoriais e com os movimentos
sociais/populares.
3.2 EIXO DA INTEGRALIDADE
3.2.1 Por que é fundamental que a vigilância territorial, integral e participativa dos agrotóxicos
deixe de ser realizada apenas por evento de agravo à saúde notificável e passe para uma
perspectiva proativa de prevenção de efeitos agudos e crônicos, e de cuidados, que visem a
promoção e a recuperação da saúde?
O processo saúde e doença ocorre mediante interações localizadas nos corpos, que não são
apenas individuais, eles pertencem aos indivíduos em escalas bio comunais como da família,
da comunidade, aos níveis sociais, culturais, políticos, econômicos e ecológicos, todos
interdependentes. O território de vida e de trabalho pode ser considerada uma unidade de
análise de ação a incidência das políticas públicas e das estratégias de exercício da
solidariedade e da autonomia para o bem viver, podemos chamar essa escala
espaço-populacional, também de corpo-território, que é atravessado de possibilidades
fundamentais para a saúde. O tema da vigilância da saúde nessa perspectiva deixa a
burocracia e o faz de conta para uma outra possibilidade de organização de estratégias de
sustentabilidade, de solidariedade, de soberania e de saúde.
3.2.2. Que organização local é necessária para que a vigilância dos processos de
vulnerabilização e de exposição aos agrotóxicos e dos efeitos socioambientais decorrentes se
realizem no território?
Com os profissionais de saúde capacitados e com habilidade para reconhecer o território e os
processos geradores de nocividades para a saúde, de modo participativo e intersetorial, e
tendo um modelo auxiliar para percorrer todos os fluxos envolvidos, planejar de modo sistêmico
as ações a serem executadas nos territórios, que sejam mais efetivas do ponto de vista da
prevenção e da proteção, observando os diferenciais de vulnerabilidades e de exposição
envolvidos. Um método viável de execução, que considere o território como um sistema com
todas as conexões nas vias nocividades e em todas as escalas que desde o corpo ao
espaço-populacional (território) orientador da ação deve ser apresentado e flexível para ser
ajustado em cada contexto local, considerando a diversidade de situações existentes. A
avaliação participativa e plenamente comunicável deve ser uma chave para ampliar a adesão
popular ao sistema de vigilância, que deve acolher as iniciativas autônomas promovidas pelos
segmentos sociais, especialmente aquelas vindas com o objetivo de promover e cuidar da
saúde e do ambiente.
3.2.3. Que estruturas de suporte municipal, estadual, regional e nacional são necessárias para
que essa organização local tenha autonomia e sustentabilidade?
Uma gestão menos verticalizada e mais horizontal requer o aporte de uma caixa de
ferramentas cognitivas que precisa ser mobilizada no sentido da abertura e da cooperação, do
acolhimento de iniciativas e de estímulos ao bem comum, dar reconhecimento às tecnologias
criadas a partir dos problemas como eles se dão na vida dos atores locais. Os processos
formativos não podem congelar as possibilidades da invenção, do entendimento e das trocas.
Estas perspectivas requerem processo de formação em uma perspectiva das habilidades e
competências para ação segundo as questões locais.
A integração da vigilância da saúde dos agrotóxicos à linha de cuidado requer incluir estas
ações junto às estruturas de atenção à saúde, especialmente na APS, emergência e algumas
clínicas especializadas. A Saúde Reprodutiva é um dos temas que pode servir de fio condutor
para essa estruturação, assim como à Saúde dos Trabalhadores em toda rede Renast. E tudo
isto deve estar estruturado no nível local. Os LACENs e as Clínicas Especializadas e de
Exames Complementares precisam estar equipados e capacitados para dar suporte às
investigações necessárias quando demandados com objetivos de apoio clínico.
3.2.4 Quais os desafios dos processos de educação permanente em saúde e de formação
técnica direcionadas para os agentes de saúde (ACE/AVS, ACS, AIS e AISAN). (Considerar as
contradições entre cursos de treinamento na perspectiva biomédica proposto atualmente pelo
MS e a necessidade de formação técnica em consonância com a PNVS)?
Apontamos alguns desafios que se configuram como: a necessária garantia da discussão
coletiva dos problemas de saúde e necessidades educativas; superar o distanciamento entre
os formuladores da politica e os atores que vivem e trabalham na realidade local e que devem
ser vivenciadas também pelos "gestores"; rever conceitos e instrumentos que hoje tornam
ineficaz a vigilância em saúde no tema dos agrotóxicos; enfrentar o reduzido apoio aos
serviços locais e regionais; superar a fragmentação das vigilâncias mediante a adoção de
uma linha de atuação geral que facilite o dialogo, mesmo mantida as algumas especificidades;
superar as dificuldades de financiamento ocasionadas pela lenta burocracia; superar a
verticalidade das ações de vigilância, integrar a vigilância a linha de cuidado desde a APS; de
fato fazer a vigilância das populações expostas quando considerando os processos de
produção e consumo; incluir os agravos crônicos e de saúde reprodutiva na preocupação dos
profissionais de saúde dos territórios com maior vulnerabilidade relacionada aos agrotóxicos;
dar seguimento de apoio integral as populações que sofrem exposições massivas aos
agrotóxicos em razão dos modos de utilização desses químicos; superar a desmotivação dos
profissionais e gestores; incluir uma visão integrada de atuação no território na questão dos
agrotóxicos que seja sistêmica, tenha uma organização que aponte para a participação e
integração Inter setorial, que execute avaliações, que informe de modo transparente e amplo os
diversos segmentos e que esteja aberto as iniciativas e demandas orientadas dos grupos
populares que sofrem os problemas dos agrotóxicos; etc. A Política de Educação Popular em
Saúde deve ser instada a colaborar nesse processo para avançar a compreensão dos
trabalhadores do SUS e de outros setores para a perspectiva da vigilância territorializada,
participativa e integrada.
3.3 EIXO DO TERRITÓRIO TERRITORIALIDADE
3.3.1. Como o contexto de expansão e de intensificação do uso de agrotóxicos no Brasil afeta a
saúde e o ambiente? Considerar esses elementos como elementos geradores de nocividades
no processo determinação social dos agravos à saúde e do perfil epidemiológico das
populações expostas (Projeções de expansão do agronegócio – Censo Agropecuário e
Ministério da Agricultura e as relações com as mudanças climáticas)?
O Sistema de Informação em Saúde está inadequado para a Vigilância da Saúde frente ao alto
consumo de agrotóxicos no processo produtivo, na geração de poluição ambiental, perda de
biodiversidade e exposição humana a esses agentes nocivos. Está inadequado e incongruente
quanto ao anúncio posto nas suas diretrizes. Infelizmente centrado apenas em eventos agudos
que geram, de modo subnotificados, os registros que não traduzem as nocividades sobre os
territórios. Os dados gerados nos diversos sistemas e fontes de informação regulares devem
compor um sistema integrado de análise que auxilie as organizações locais, governamental e
da sociedade civil, a estabelecer estratégias de ação para prevenção e cuidado da saúde e do
ambiente.
3.3.2. Quais as condições necessárias para realização de uma vigilância da saúde integrada e
participativa de base territorial para o cuidado de populações expostas aos agrotóxicos?
Repensar a vigilância é uma questão importante, uma vez que as vigilâncias nos territórios
atuam de forma mecânica no repasse de informações. Se o território é onde acontecem os
processos da reprodução social podemos ancorar no nível local as intersecções de políticas
para proteger os indivíduos e organizar estruturas que dão ao contexto coesão, pertencimento,
desejo, e fluxos de afeto necessários para as proposições políticas e para sua efetividade.
Uma estrutura que constroi o dado com sentido para aqueles que precisam compreender as
razões dos acometimentos e dialoga na conjunção para que as ações sejam efetivas. Para tal,
torna-se necessário menos burocracia cartorial e mais estímulo para a ação local.
3.3.3. Considerando-se a complexidade do problema dos agrotóxicos, como os territórios
podem ser considerados um sistema para ação da vigilância em saúde?
É importante reconhecer como as pessoas vivem nos territórios onde acontecem as
expressões da questão socioambiental em seus cotidianos de vida. Como habitantes de um
território e os profissionais de saúde adstritos lidam com a contaminação da água potável, por
exemplo, com os agravos agudos, crônicos e sobre a saúde reprodutiva, relacionadas aos
agrotóxicos e os múltiplos efeitos que advém desses problemas? Sabemos que estas questões
ainda estão por serem desveladas e equacionadas no SUS para a quase totalidade dos
territórios nacionais que devem ser cuidados segundo os princípios e diretrizes estabelecidos
na Constituição Federal de 1988.
3.3.4.Considerando-se as mudanças climáticas, quais os desafios e ameaças que devem ser
relacionados e as respectivas ações de contingência e emergência para enfrentamento dos
agrotóxicos (EIA/RIMA – lei geral de licenciamento ambiental, combustível fóssil, fertilizantes,
óxido nitroso)?
As questões relacionadas aos processos produtivos e de consumo que vem sendo
estabelecido tecnologias desde a revolução industrial e cada vez mais radicalizado pelo
capitalismo neo extrativista são os responsáveis pelas mudanças climáticas no planeta,
mudanças geológicas conhecidas como antropoceno e ao qual agregamos a palavra
capitaloceno. O mínimo estabelecido para a regulação dos processos produtivos e
empreendimentos não têm sido executados de modo a proteger a saúde e o ambiente. Assim
como o modelo de vigilância cartorial, vertical, centralizado, tem sido ineficaz para produzir
ações de contingência e emergência. O problema dos agrotóxicos está imerso no modelo de
produção agropecuário de enorme injustiça social, ambiental, onde se destacam as injustiças
hídricas e a perda de biodiversidade mediante o desflorestamento e a transgenia. Trata-se de
um modelo altamente expropriador de terras, de populações; espoliador da natureza;
energético e hidrológico intensivo de consumo para produzir commodities de exportação. Além
dos agrotóxicos, os fertilizantes, os combustíveis fósseis e outras matrizes energéticas que são
postas a serviço de grandes produtores, todas estas questões fazem parte de processos
insustentáveis da vida e da saúde.

Proponente e Coordenador(a): Michele Neves Meneses - Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Movimento Popular de Saúde - MOPS e ANEPS RS (RS)
08:00 / 08:30 - Acolhimento
08:30 / 09:00 - Boas vindas da presidenta da ABRASCO
Apresentação do objetivo da oficina
Apresentação do objetivo da oficina
09:00 / 09:15 - Apresentação da metodologia de trabalho/Organização dos grupos
09:15 / 12:30 - Discussão nos grupos
12:30 / 13:30 - Intervalo (Almoço)
13:30 / 14:30 - Síntese de cada grupo
14:30 / 15:30 - Apresentação das Sínteses e acréscimo de propostas
16:00 / 17:00 - Encaminhamento da nota/Síntese de moção
Sala 4
08:00 - 12:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.07 - CAPACITAÇÃO DE COORDENADORES DE DISCUSSÃO TEMÁTICA (continuação) - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 08h às 12h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.07 - CAPACITAÇÃO DE COORDENADORES DE DISCUSSÃO TEMÁTICA (continuação) - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 08h às 12h)

Proponente e Coordenador(a): Luiz Antônio Dias Quitério - VISA/SES-SP (SP)
Sala 6
09:00 - 12:00 Oficina - Pré-Simpósio
OF.03 - VIGILÂNCIA, IMUNIZAÇÃO, COMUNICAÇÃO E O CONTROLE SOCIAL: INTEGRANDO O CUIDADO EM SAÚDE - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 09h às 12h)
Oficina - Pré-Simpósio
OF.03 - VIGILÂNCIA, IMUNIZAÇÃO, COMUNICAÇÃO E O CONTROLE SOCIAL: INTEGRANDO O CUIDADO EM SAÚDE - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 09h às 12h)
Local: Auditório 2

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Promover a discussão do papel da vigilância no processo de imunização (sistema de informação, imunizante, coberturas vacinais), problematizando a interlocução com o território na busca do fortalecimento da atuação da atenção básica, trazendo questões práticas e que possam melhor compreender o papel da vigilância em saúde. Trata-se de uma atividade conjunta proposta pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), por meio da Comissão Intersetorial de Vigilância em Saúde – CIVS, Comissão Intersetorial de Ciência, Tecnologia e Assistência Farmacêutica – CICTAF e do Projeto INTEGRA (projeto de Formação de Lideranças e mobilização social, promovido pela Fundação Oswaldo Cruz, pelo CNS, ENFar e conta com o apoio da Federação Nacional dos Farmacêuticos/Fenafar.
Auditório 2
13:00 - 18:30 Encontro - Pré-Simpósio
E01 - III SEMINÁRIO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DO CFF - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 13h às 18h30)
Encontro - Pré-Simpósio
E01 - III SEMINÁRIO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DO CFF - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 13h às 18h30)
Local: Auditório 1

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Promover o debate sobre a importância do profissional Farmacêutico na Vigilância Sanitária e as perspectivas para aperfeiçoamento dessa participação. Público-alvo: Farmacêuticos, Fiscais de vigilância sanitária e fiscais dos Conselhos Regionais de Farmácia.

Proponente e Coordenador(a): Hortência Salett Muller Tierling - Conselheira do CFF, Representando o Presidente do Conselho Federal de Farmácia (SC)
Auditório 1
13:00 - 17:00 Encontro - Pré-Simpósio
E02 - ENCONTRO ESTADUAL COM PREFEITOS E SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DA SAÚDE - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 13h às 17h)
Encontro - Pré-Simpósio
E02 - ENCONTRO ESTADUAL COM PREFEITOS E SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DA SAÚDE - SOMENTE CONVIDADOS (21/11 - 13h às 17h)
Local: Auditório 2

Vagas: Somente Convidados

Ementa:
Promover a redefinição da nova Programação da Atenção Especializada em Saúde (PAES), como instrumento para organização dos novos fluxos de acesso e de ações estratégicas para o SUS Estadual.

Proponente e Coordenador(a): Renata Valéria Nóbrega - SES PARAÍBA / AGEVISA PB (PB)
Auditório 2
14:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
C10 - NOVA ROTULAGEM NUTRICIONAL DE ALIMENTOS - COMPREENDENDO SUAS PRINCIPAIS MUDANÇAS (21/11 - 14h às 18h)
Curso Pré-Simpósio
C10 - NOVA ROTULAGEM NUTRICIONAL DE ALIMENTOS - COMPREENDENDO SUAS PRINCIPAIS MUDANÇAS (21/11 - 14h às 18h)
Local: Sala 2

Vagas: 30

Carga horária: 4 horas

Coordenador(a):
Alzira Nascimento Guerra

Ementa:
A Anvisa publicou em 2020 novas regras para a Rotulagem Nutricional de alimentos embalados com intuito de melhorar a clareza e a legibilidade das informações nutricionais presentes nos rótulos, visando auxiliar o consumidor a realizar escolhas alimentares mais saudáveis e conscientes, que facilitem comparações e melhore o entendimento sobre os diversos alimentos, reduzindo enganos quanto a sua real composição nutricional. O presente curso tem por objetivo abordar as principais modificações trazidas pela nova legislação, facilitando a compreensão e adequação à nova legislação. O curso será ministrado com a apresentação do conteúdo por slides e haverá ainda uma prática com análises de rótulos de alimentos para verificação quanto a sua conformidade às novas regras de rotulagem nutricional.

Proponente e Coordenador(a): Alzira Nascimento Guerra - Instituto Municipal de Vigilância Sanitária do Rio de Janeiro (RJ)
Sala 2
14:00 - 18:00 Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C11 - SEGURANÇA DO PACIENTE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: COMO IMPLEMENTAR AS METAS DE SEGURANÇA?
Curso Pré-Simpósio
CANCELADO - C11 - SEGURANÇA DO PACIENTE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: COMO IMPLEMENTAR AS METAS DE SEGURANÇA?
CURSO CANCELADO


Ementa:
Serão apresentados os conceitos de qualidade e segurança do paciente e cultura de Segurança. Abordaremos as principais ferramentas de gestão da segurança do paciente. Apresentação das metas do Programa Nacional de Segurança do Paciente e estratégias de implementação. Gerenciamento de risco. Comunicação efetiva e trabalho em equipe. Objetivo: Apresentar conceitos e questões fundamentais da segurança do paciente. Metodologia: Aula expositiva e rodas de conversa. Público-alvo: Profissionais da saúde e gestores que atuam na APS; profissionais da Vigilância Sanitária ou aqueles que se interessam pela temática.
19:00 - Solenidade de Abertura
.
Solenidade de Abertura
.

19:00 / 19:30 - Composição da mesa de abertura
Rosana Teresa Onocko Campos - Presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (SP)
Jória Guerreiro - Presidente do 9º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária (PB)
Geraldo Moreira de Menezes - Diretor Geral da Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba (PB)
Jhony Wesllys B. Costa - Secretário de Estado da Saúde, Representando o Governador do Estado da Paraíba (PB)
Fernando Leles - Oficial Especiaista de Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS, Representando a Representante da Organização Pan-Americana de Saúde no Brasil (Brasil)
Marilia Santini de Oliveira - Coordenadora-Geral de Laboratórios de Saúde Pública da Secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde; Representando a Ministra de Estado da Saúde (Brasil)
Soraya Galdino de Araújo Lucena - Presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde da Paraíba, Representando o Presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (PB)
Alex Gomes da Motta - Conselheiro do CNS, Representando o Presidente do Conselho Nacional de Saúde (RJ)
Hortência Salett Muller Tierling - Conselheira do CFF, Representando o Presidente do Conselho Federal de Farmácia (SC)
19:30 / 20:00 - Atividade cultural: apresentação da PRIMA – Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes
20:00 / 21:00 - Saudação aos convidados e discurso da Presidente do 9º Simbravisa Homenagem a Flávio Tavares
21:00 - Encerramento das atividades de abertura
Plenária


• Quarta-feira, 22 de novembro de 2023
Horário Atividade Sala
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 01 - Saúde dos trabalhadores e trabalhadoras do SUS
Discussão Temática
DT 01 - Saúde dos trabalhadores e trabalhadoras do SUS

Coordenador(a): Simone Alves dos Santos - Secretaria de Estado da Saúde São Paulo (SP)
Coordenador(a): Michelle Cecília dos Reis Oliveira - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA (DF)
[acessar trabalhos]
Sala 1
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 02 - Intervenções da Vigilância Sanitária junto a grupos vulneráveis (A)
Discussão Temática
DT 02 - Intervenções da Vigilância Sanitária junto a grupos vulneráveis (A)

Coordenador(a): Ana Maria Caldeira Oliveira - SMS BH/GTVISA (MG)
Coordenador(a): Eliana Costa - UNED/GTVISA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 2
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 03 - Intervenções da Vigilância Sanitária junto a grupos vulneráveis (B)
Discussão Temática
DT 03 - Intervenções da Vigilância Sanitária junto a grupos vulneráveis (B)

Coordenador(a): Ana Figueiredo - GTVISA (SP)
Coordenador(a): Rosângela Guimarães de Oliveira - AGEVISA-PB (PB)
[acessar trabalhos]
Sala 3
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 04 - Intervenções da Vigilância Sanitária junto a grupos vulneráveis (C)
Discussão Temática
DT 04 - Intervenções da Vigilância Sanitária junto a grupos vulneráveis (C)

Coordenador(a): Celia Maria Cappelletti Goncalves Loch - GTVISA (SP)
Coordenador(a): LEILA RAMOS - SECRETARIA DA SAÚDE DA BAHIA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 4
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 05 - Informação e desinformação no cotidiano da Vigilância Sanitária
Discussão Temática
DT 05 - Informação e desinformação no cotidiano da Vigilância Sanitária

Coordenador(a): Mariluce Karla Bomfim de Souza - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (BA)
Coordenador(a): Jória Guerreiro - Presidente do 9º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária (PB)
[acessar trabalhos]
Sala 5
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 06 - Redes sociais e outras mídias digitais utilizadas pela Vigilância Sanitária
Discussão Temática
DT 06 - Redes sociais e outras mídias digitais utilizadas pela Vigilância Sanitária

Coordenador(a): André Godoy Ramos - Diretoria de Vigilância Sanitária/Subsercretaria de Vigilância à Saúde/Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal (DF)
Coordenador(a): Alessandro De Souza Melo - Diretoria de Vigilância em Medicamentos e Congêneres/SES-MG (MG)
[acessar trabalhos]
Sala 6
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 07 - Medidas não farmacológicas na proteção da saúde e suas repercussões na sociedade
Discussão Temática
DT 07 - Medidas não farmacológicas na proteção da saúde e suas repercussões na sociedade

Coordenador(a): Bianca Ramos Marins Silva - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)/ GT-VISA-Abrasco (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 7
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 08 - A atuação da Vigilância Sanitária de alimentos durante a pandemia (A)
Discussão Temática
DT 08 - A atuação da Vigilância Sanitária de alimentos durante a pandemia (A)

Coordenador(a): Milton Cosme Ribeiro - SES/MG (MG)
Coordenador(a): Isleide Carmen Silva Costa - SESAB-BA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 8
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 09 - A atuação da Vigilância Sanitária de alimentos durante a pandemia (B)
Discussão Temática
DT 09 - A atuação da Vigilância Sanitária de alimentos durante a pandemia (B)

Coordenador(a): José Antônio de Moura - SMS Natal (RN)
Coordenador(a): Gênova da Silva Carvalho - GTVISA/SES BA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 9
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 10 - A atuação da Vigilância Sanitária pós-comercialização (Vigipós) no contexto da pandemia
Discussão Temática
DT 10 - A atuação da Vigilância Sanitária pós-comercialização (Vigipós) no contexto da pandemia

Coordenador(a): Catia Veronica dos Santos Oliveira - ENSP-FIOCRUZ (RJ)
Coordenador(a): Paulo Sérgio Dourado Arrais - Universidade Federal do Ceará (UFC) (CE)
[acessar trabalhos]
Sala 10
10:00 - 12:00 Grande Encontro
GE01 - SAÚDE GLOBAL: PERSPECTIVAS PARA O DIREITO À SAÚDE
Grande Encontro
GE01 - SAÚDE GLOBAL: PERSPECTIVAS PARA O DIREITO À SAÚDE

Apresentador(a): Geraldo Lucchese - GTVISA (DF)
Palestrante: Luis Eugenio Portela Fernandes de Souza - ISC/UFBA e Federação Mundial das Associações de Saúde Pública (BA)
Plenária
13:30 - 15:00 Mesa Redonda
MR01 - TRANSFORMAÇÕES NA ORGANIZAÇÃO E RELAÇÕES DE TRABALHO
Mesa Redonda
MR01 - TRANSFORMAÇÕES NA ORGANIZAÇÃO E RELAÇÕES DE TRABALHO

Coordenador(a): Maria Juliana Moura Correa - Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. (DF)
Palestrante: Maria Helena Machado - Escola Nacional de Saúde Pública / Fundação Osvaldo Cruz (RJ)
Palestrante: Roberto Veras (PB)
Plenária
13:30 - 15:00 Mesa Redonda
MR02 - INFORMAÇÃO E DESINFORMAÇÃO NA SAÚDE: MÍDIAS SOCIAIS E VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Mesa Redonda
MR02 - INFORMAÇÃO E DESINFORMAÇÃO NA SAÚDE: MÍDIAS SOCIAIS E VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Coordenador(a): Pedro José Santos Carneiro Cruz - UFPB (PB)
Palestrante: Raíza Tourinho - Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia) (BA)
Palestrante: Claudia Pereira Galhardi - IESC/UFRJ (RJ)
Auditório 1
13:30 - 15:00 Mesa Redonda
MR03 - DIREITOS INDIVIDUAIS VERSUS COLETIVOS: A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NO CONTROLE DE HÁBITOS E COSTUMES
Mesa Redonda
MR03 - DIREITOS INDIVIDUAIS VERSUS COLETIVOS: A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NO CONTROLE DE HÁBITOS E COSTUMES

Coordenador(a): Ana Figueiredo - GTVISA (SP)
Palestrante: Volnei Garrafa - Universidade de Brasília - Programa de Pós-Graduação em Bioética (DF)
Palestrante: Fernando Mussa Abujamra Aith - Universidade de São Paulo (SP)
Auditório 2
13:30 - 15:00 Comunicação Coordenada
CC 1 - Laboratório de Saúde Pública e a Vigilância Sanitária (A)
Comunicação Coordenada
CC 1 - Laboratório de Saúde Pública e a Vigilância Sanitária (A)

Coordenador(a): Michele Feitoza Silva - FIOCRUZ /GTVISA (PE)
[acessar trabalhos]
Sala 9
13:30 - 15:00 Comunicação Coordenada
CC 2 - Eventos adversos e Queixas Técnicas em Vigilância Sanitária
Comunicação Coordenada
CC 2 - Eventos adversos e Queixas Técnicas em Vigilância Sanitária

Coordenador(a): Maria Cecilia Martins Brito - conselho nacional de secretários de saúde- CONASS (GO)
[acessar trabalhos]
Sala 10
15:15 - 17:15 Painel
PA01 - POPULAÇÕES EM AMBIENTES FECHADOS E EM PRIVAÇÃO DE LIBERDADE NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19
Painel
PA01 - POPULAÇÕES EM AMBIENTES FECHADOS E EM PRIVAÇÃO DE LIBERDADE NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19

Coordenador(a): Celia Maria Cappelletti Goncalves Loch - GTVISA (SP)
Painelista: Tatiana de Almeida Jube - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (DF)
Painelista: Sara Maria Baptista Reis - Secretaria Nacional de Políticas Penais (DF)
Painelista: Ana Maria Caldeira Oliveira - SMS BH/GTVISA (MG)
Sala 1
15:15 - 17:15 Painel
PA02 - PESQUISAS E ESTUDOS EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA NO BRASIL
Painel
PA02 - PESQUISAS E ESTUDOS EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA NO BRASIL

Coordenador(a): Rosana Teresa Onocko Campos - Presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (SP)
Painelista: Ediná Alves Costa - ISC-UFBA/GTVISA (BA)
Painelista: Rosângela Maria Souza Diniz - Vigilância sanitária do município de Angra dos Reis- RJ / Instituto Nacional Controle de Qualidade em Saúde. INCQS/FIOCRUZ (RJ)
Painelista: Patricia Sodré - Universidade do Estado da Bahia (UNEB) (BA)
Painelista: Mariluce Karla Bomfim de Souza - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (BA)
Sala 2
15:15 - 17:15 Painel
PA03 - A NOVA ROTULAGEM DE ALIMENTOS CONTRIBUI PARA A PROTEÇÃO DA SAÚDE?
Painel
PA03 - A NOVA ROTULAGEM DE ALIMENTOS CONTRIBUI PARA A PROTEÇÃO DA SAÚDE?

Coordenador(a): Patrícia Melo Assunção - Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba /AGEVISA PB (PB)
Painelista: Ana Paula Bortoletto Martins - Universidade de São Paulo/USP (SP)
Painelista: Tiago Lanius Rauber - ANVISA (DF)
Painelista: Laís Amaral Mais - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) (SP)
Plenária
15:15 - 17:15 Painel
PA04 - EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: REVISÃO DO REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL E IMPLICAÇÕES PARA O SUS
Painel
PA04 - EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: REVISÃO DO REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL E IMPLICAÇÕES PARA O SUS

Coordenador(a): Yara Oyram Ramos Lima - ISC-UFBA/ GTVISA (BA)
Painelista: Leandro Luiz Viegas - Grupo de Trabalho sobre o Acordo de Pandemias e a Reforma do Regulamento Sanitário Internacional (DF)
Painelista: Eduardo Hage Carmo - Fundação Oswaldo Cruz (DF)
Painelista: Daniel Roberto Coradi de Freitas - SVSA/MS (DF)
Sala 3
15:15 - 17:15 Painel
PA05 - MUDANÇAS CLIMÁTICAS E EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA: UM OLHAR AMPLIADO SOBRE OS DETERMINANTES DA PANDEMIA DE COVID-19 E O PAPEL DO SISTEMA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Painel
PA05 - MUDANÇAS CLIMÁTICAS E EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA: UM OLHAR AMPLIADO SOBRE OS DETERMINANTES DA PANDEMIA DE COVID-19 E O PAPEL DO SISTEMA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Coordenador(a): Danilo Fernandes Costa - UFPB (PB)
Painelista: Nelson da Cruz Gouveia - Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (SP)
Painelista: Gabriela Marques Di Giulio - Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (SP)
Painelista: Imeide Pinheiro dos Santos - Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (BA)
Sala 4
15:15 - 17:15 Painel
PA06 - A VIGILÂNCIA SANITÁRIA E A PRECIFICAÇÃO DE MEDICAMENTOS: A AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA SUPERAR OS DESAFIOS DO ACESSO AOS MEDICAMENTOS.
Painel
PA06 - A VIGILÂNCIA SANITÁRIA E A PRECIFICAÇÃO DE MEDICAMENTOS: A AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA SUPERAR OS DESAFIOS DO ACESSO AOS MEDICAMENTOS.

Coordenador(a): Gisélia Santana Souza - UEFS/ BAHIAFARMA/GTVISA (BA)
Painelista: Ana Carolina Navarrete Munhoz Fernandes da Cunha - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC (SP)
Painelista: Erika Santos de Aragão - Ministério da Saúde (DF)
Sala 5
15:15 - 17:15 Painel
PA07 - VIGILÂNCIA DE EVENTOS ADVERSOS E PROTEÇÃO DA SAÚDE
Painel
PA07 - VIGILÂNCIA DE EVENTOS ADVERSOS E PROTEÇÃO DA SAÚDE

Coordenador(a): Vívian Lopes Miele - AGEVISA (PB)
Painelista: Paulo Sérgio Dourado Arrais - Universidade Federal do Ceará (UFC) (CE)
Painelista: Leonardo Oliveira Leitão - GHBIO/GGMON/ANVISA (DF)
Painelista: Clarice Alegre Petramale - CFM (Brasil)
Auditório 2
15:15 - 17:15 Roda de Conversa
RC01 - A SAÚDE DO TRABALHADOR DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Roda de Conversa
RC01 - A SAÚDE DO TRABALHADOR DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Coordenador(a): Tilson Mota - SUVISA/SESAB (BA)
Expositor(a): Maria do Carmo Leão Coelho - SMS Manaus (AM)
Expositor(a): Michelle Cecília dos Reis Oliveira - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA (DF)
Expositor(a): Izadora Rodrigues de Andrade - AGEVISA/RO (RO)
Auditório 1
15:15 - 17:15 Roda de Conversa
RC02 - A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NA PROTEÇÃO DA SAÚDE E POPULAÇÕES INVISIBILIZADAS
Roda de Conversa
RC02 - A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NA PROTEÇÃO DA SAÚDE E POPULAÇÕES INVISIBILIZADAS

Coordenador(a): Luiz Antônio Dias Quitério - VISA/SES-SP (SP)
Expositor(a): Fernanda Nunes de Matta Carmo - CIEVS/SMS/Guarulhos (SP)
Expositor(a): Rosangela Vianna - Comunidade Quilombola Kaonge (BA)
Sala 6
17:15 - 18:00 Conferência
CO.01 - SAÚDE É DEMOCRACIA
Conferência
CO.01 - SAÚDE É DEMOCRACIA

Apresentador(a): Jória Guerreiro - Presidente do 9º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária (PB)
Conferencista: Mauricio Lima Barreto - Fundação Oswaldo Cruz (BA)
Plenária


• Quinta-feira, 23 de novembro de 2023
Horário Atividade Sala
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 11 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (A)
Discussão Temática
DT 11 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (A)

Coordenador(a): Ana Figueiredo - GTVISA (SP)
Coordenador(a): Rilke Públio - Fenafar (MG)
[acessar trabalhos]
Sala 1
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 12 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (B)
Discussão Temática
DT 12 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (B)

Coordenador(a): Mariluce Karla Bomfim de Souza - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (BA)
Coordenador(a): Igor Gutschov Oviedo Garcia - Instituto de Infectologia Emilio Ribas (SP)
[acessar trabalhos]
Sala 2
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 13 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (C )
Discussão Temática
DT 13 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (C )

Coordenador(a): Cleria Maria Moreno Giraldelo - Secretaria Municipal de Saúde de Campinas (SP)
Coordenador(a): Anderson Macedo Ramos - SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DE MINAS GERAIS (MG)
[acessar trabalhos]
Sala 3
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 14 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (D)
Discussão Temática
DT 14 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (D)

Coordenador(a): Rosângela Guimarães de Oliveira - AGEVISA-PB (PB)
Coordenador(a): Eliana Costa - UNED/GTVISA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 4
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 15 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (E)
Discussão Temática
DT 15 - Ações da Vigilância Sanitária em relação aos serviços de saúde (E)

Coordenador(a): Giselle Bianca Tófoli - SES-ESP-MG / GTVISA (MG)
[acessar trabalhos]
Sala 5
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 16 - Atuação da Vigilância Sanitária diante da vacinação em massa contra a Covid-19
Discussão Temática
DT 16 - Atuação da Vigilância Sanitária diante da vacinação em massa contra a Covid-19

Coordenador(a): Ana Cristina Souto - UFBA (BA)
Coordenador(a): Bianca Ramos Marins Silva - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)/ GT-VISA-Abrasco (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 6
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 17 - Elaboração de normas e protocolos e Reformulação de Códigos Sanitários demandada pela pandemia (A)
Discussão Temática
DT 17 - Elaboração de normas e protocolos e Reformulação de Códigos Sanitários demandada pela pandemia (A)

Coordenador(a): Yara Oyram Ramos Lima - ISC-UFBA/ GTVISA (BA)
Coordenador(a): Edna Maria Covem - GTVISA - SES/GO (GO)
[acessar trabalhos]
Sala 7
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 18 - Elaboração de normas e protocolos e Reformulação de Códigos Sanitários demandada pela pandemia (B)
Discussão Temática
DT 18 - Elaboração de normas e protocolos e Reformulação de Códigos Sanitários demandada pela pandemia (B)

Coordenador(a): Ana Maria Caldeira Oliveira - SMS BH/GTVISA (MG)
Coordenador(a): ANA MARIA DOS SANTOS TEIXEIRA - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DO NATAL/RN (RN)
[acessar trabalhos]
Sala 8
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 19 - Elaboração de normas e protocolos e Reformulação de Códigos Sanitários demandada pela pandemia (C)
Discussão Temática
DT 19 - Elaboração de normas e protocolos e Reformulação de Códigos Sanitários demandada pela pandemia (C)

Coordenador(a): Celia Maria Cappelletti Goncalves Loch - GTVISA (SP)
Coordenador(a): LEILA RAMOS - SECRETARIA DA SAÚDE DA BAHIA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 9
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 20 - Os produtos, sua utilização na pandemia e ações da Vigilância Sanitária diante do uso de Kit Covid, cloroquina, ivermectina e outros produtos
Discussão Temática
DT 20 - Os produtos, sua utilização na pandemia e ações da Vigilância Sanitária diante do uso de Kit Covid, cloroquina, ivermectina e outros produtos

Coordenador(a): Geraldo Lucchese - GTVISA (DF)
Coordenador(a): Vera Lucia Edais Pepe - ENSP/FIOCRUZ/GTVISA (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 10
09:00 - 12:00 Discussão Temática
DT 35 - As ações dos laboratórios de Saúde Pública em articulação com os serviços de Vigilância Sanitária
Discussão Temática
DT 35 - As ações dos laboratórios de Saúde Pública em articulação com os serviços de Vigilância Sanitária

Coordenador(a): CHRISTIANE DA SILVA COSTA - ANVISA (DF)
Coordenador(a): Rosane Gomes Alves Lopes - INCQS/FIOCRUZ (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 11
10:00 - 12:00 Grande Encontro
GE02 - GERENCIAMENTO DE RISCO E PROTEÇÃO DA SAÚDE
Grande Encontro
GE02 - GERENCIAMENTO DE RISCO E PROTEÇÃO DA SAÚDE

Apresentador(a): José Antônio de Moura - SMS Natal (RN)
Palestrante: Marcus Vinicus Teixeira Navarro - Instituto Federal da Bahia (BA)
Plenária
13:30 - 15:00 Mesa Redonda
MR04 - MORTALIDADE POR COVID-19: RELAÇÃO COM A DESIGUALDADE SOCIAL E O ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE
Mesa Redonda
MR04 - MORTALIDADE POR COVID-19: RELAÇÃO COM A DESIGUALDADE SOCIAL E O ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE

Coordenador(a): Claudio Maierovitch Pessanha Henriques - Fundação Oswaldo Cruz Brasília e Associação Brasileira de Saúde Coletiva ABRASCO (DF)
Expositor(a): Margareth Crisostomo Portela - Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, Departamento de Administração e Planejamento em Saúde (RJ)
Expositor(a): Wanderson Kleber de Oliveira - Hospital das Forças Armadas (DF)
Plenária
13:30 - 15:00 Mesa Redonda
MR05 - SEGURANÇA DO PACIENTE, A PANDEMIA E O PAPEL DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Mesa Redonda
MR05 - SEGURANÇA DO PACIENTE, A PANDEMIA E O PAPEL DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Coordenador(a): Michele Feitoza Silva - FIOCRUZ /GTVISA (PE)
Expositor(a): Maria de Lourdes de Oliveira Moura - Superintendência de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (RJ)
Expositor(a): Stela Candioto Melchior - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) (SP)
Auditório 1
13:30 - 15:00 Mesa Redonda
MR06 - AS EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS E AS MEDIDAS NÃO FARMACOLÓGICAS: O QUE A VIGILÂNCIA SANITÁRIA DEVE SABER?
Mesa Redonda
MR06 - AS EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS E AS MEDIDAS NÃO FARMACOLÓGICAS: O QUE A VIGILÂNCIA SANITÁRIA DEVE SABER?

Coordenador(a): Alessandro De Souza Melo - Diretoria de Vigilância em Medicamentos e Congêneres/SES-MG (MG)
Expositor(a): Graziela dos Santos Abreu - Vigilância Sanitária do Município de Angra dos Reis no estado do Rio de Janeiro (RJ)
Expositor(a): Daniel Marques Mota - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (DF)
Auditório 2
13:30 - 15:00 Comunicação Coordenada
CC 3 - Laboratório de Saúde Pública e a Vigilância Sanitária (B)
Comunicação Coordenada
CC 3 - Laboratório de Saúde Pública e a Vigilância Sanitária (B)

Coordenador(a): Rosane Gomes Alves Lopes - INCQS/FIOCRUZ (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 10
13:30 - 15:00 Comunicação Coordenada
CC 4 - Vigilância Sanitária e a pandemia de Covid-19
Comunicação Coordenada
CC 4 - Vigilância Sanitária e a pandemia de Covid-19

Coordenador(a): Edna Maria Covem - GTVISA - SES/GO (GO)
[acessar trabalhos]
Sala 11
15:15 - 17:15 Painel
PA08 - A PANDEMIA CONTRIBUIU PARA UMA ARTICULAÇÃO COESA E DURADOURA ENTRE A ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A VIGILÂNCIA SANITÁRIA?
Painel
PA08 - A PANDEMIA CONTRIBUIU PARA UMA ARTICULAÇÃO COESA E DURADOURA ENTRE A ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A VIGILÂNCIA SANITÁRIA?

Coordenador(a): Ana Figueiredo - GTVISA (SP)
Painelista: Ligia Giovanella - Fundação Oswaldo Cruz – Escola Nacional de Saúde Pública, Rede de Pesquisa em APS (RJ)
Painelista: Maria Izabel Ferreira Sarmento - SES-PB (PB)
Sala 1
15:15 - 17:15 Painel
PA09 - VACINAS CONTRA COVID-19: DAS AÇÕES DE FARMACOVIGILÂNCIA AO COMBATE DA DESINFORMAÇÃO SOCIAL COMO PRÁTICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA.
Painel
PA09 - VACINAS CONTRA COVID-19: DAS AÇÕES DE FARMACOVIGILÂNCIA AO COMBATE DA DESINFORMAÇÃO SOCIAL COMO PRÁTICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA.

Coordenador(a): Bianca Ramos Marins Silva - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)/ GT-VISA-Abrasco (RJ)
Painelista: Roberta Mendes Abreu Silva - Ministério da Saúde (DF)
Painelista: Wilson Couto Borges - ICICT/Fiocruz (RJ)
Painelista: Júlia Souza Vidal - Gerência de Farmacovigilância/ Agência Nacional de Vigilância Sanitária (DF)
Sala 2
15:15 - 17:15 Painel
PA10 - VACINAS CONTRA COVID-19 E O PROCESSO REGULATÓRIO
Painel
PA10 - VACINAS CONTRA COVID-19 E O PROCESSO REGULATÓRIO

Coordenador(a): Geraldo Lucchese - GTVISA (DF)
Painelista: Sheila Barros Matsuoka - Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos – Bio-Manguinhos / Fundação Osvaldo Cruz – Fiocruz (RJ)
Painelista: Igor Gutschov Oviedo Garcia - Instituto de Infectologia Emilio Ribas (SP)
Painelista: Meiruze Sousa Freitas - Agência Nacional Vigilância Sanitária (DF)
Sala 3
15:15 - 17:15 Painel
PA11 - MEDICAMENTOS NA PANDEMIA, O USO OFF LABEL E EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS
Painel
PA11 - MEDICAMENTOS NA PANDEMIA, O USO OFF LABEL E EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS

Coordenador(a): Paulo Sérgio Dourado Arrais - Universidade Federal do Ceará (UFC) (CE)
Painelista: Vera Lucia Edais Pepe - ENSP/FIOCRUZ/GTVISA (RJ)
Painelista: Suzie Marie Gomes - Universidade Federal da Bahia (DF)
Painelista: Debora Raymundo Melecchi - Comissão Intersetorial de Ciência, Tecnologia e Assistência Farmacêutica (Cictaf)/Conselho Nacional de Saúde (CNS) (RS)
Sala 4
15:15 - 17:15 Painel
PA12 - AS NOVAS TECNOLOGIAS E OS DESAFIOS PARA OS LABORATÓRIOS DE SAÚDE PÚBLICA
Painel
PA12 - AS NOVAS TECNOLOGIAS E OS DESAFIOS PARA OS LABORATÓRIOS DE SAÚDE PÚBLICA

Coordenador(a): Silvana do Couto Jacob - Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (RJ)
Painelista: Lisia Maria Gobbo dos Santos - Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (RJ)
Painelista: Graziela Costa Araújo - ANVISA (DF)
Painelista: Thiago Franco de Oliveira Carneiro - Laboratório Central de Saúde Pública do Estado da Paraíba (PB)
Sala 5
15:15 - 17:15 Painel
PA13 - CONTROLE SANITÁRIO DE SERVIÇOS DE SAÚDE: CONHECIMENTOS, POSSIBILIDADES E NOVOS DESAFIOS DURANTE A PANDEMIA
Painel
PA13 - CONTROLE SANITÁRIO DE SERVIÇOS DE SAÚDE: CONHECIMENTOS, POSSIBILIDADES E NOVOS DESAFIOS DURANTE A PANDEMIA

Coordenador(a): Eliana Costa - UNED/GTVISA (BA)
Painelista: CarinaKinderman - Vigilância Sanitária do Estado de Santa Catarina (SC)
Painelista: Magda Machado de Miranda Costa - Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) (DF)
Painelista: June Barreiros Freire - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) (SP)
Auditório 1
15:15 - 17:15 Painel
PA14 - AGROTÓXICOS: IMPACTOS NA SEGURANÇA ALIMENTAR, NA SAÚDE DO TRABALHADOR E AS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA MITIGAÇÃO DO PROBLEMA
Painel
PA14 - AGROTÓXICOS: IMPACTOS NA SEGURANÇA ALIMENTAR, NA SAÚDE DO TRABALHADOR E AS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA MITIGAÇÃO DO PROBLEMA

Coordenador(a): Lia Giraldo da Silva Augusto - Abrasco GT Saúde e Ambiente (PB)
Painelista: Augusto Kluczkovski Junior - Fundação de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas Departamento de Vigilância Sanitária de Manaus (AM)
Painelista: Jandira Maciel da Silva - Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (MG)
Painelista: Sonia Corina Hess - Universidade Federal de Santa Catarina – professora aposentada (SC)
Sala 6
15:15 - 17:15 Painel
PA15 - TECNOLOGIAS DE INTERVENÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA: OS LEGADOS DA PANDEMIA
Painel
PA15 - TECNOLOGIAS DE INTERVENÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA: OS LEGADOS DA PANDEMIA

Coordenador(a): Adriana Carla Rodrigues Mendes - Agencia Estadual de Vigilancia Sanitária da Paraíba (PB)
Painelista: Cleria Maria Moreno Giraldelo - Secretaria Municipal de Saúde de Campinas (SP)
Painelista: Filipe Curzio Laguardia - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (MG)
Painelista: Ediná Alves Costa - ISC-UFBA/GTVISA (BA)
Sala 7
15:15 - 17:15 Roda de Conversa
RC03 - LEI DE LIBERDADE ECONÔMICA E A ATUAÇÃO DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA.
Roda de Conversa
RC03 - LEI DE LIBERDADE ECONÔMICA E A ATUAÇÃO DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA.

Coordenador(a): Milton Cosme Ribeiro - SES/MG (MG)
Expositor(a): Ismênia Valverde de Oliveira Martins - AGEVISA (PB)
Expositor(a): Lindinalva Helena Barbosa Teixeira - Agência Nacional de Vigilância Sanitária/Anvisa (AL)
Expositor(a): Manoel Silva Neto (DF)
Auditório 2
15:15 - 17:15 Roda de Conversa
RC04 - PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS, CONTEMPORANEIDADE E RISCOS À SAÚDE
Roda de Conversa
RC04 - PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS, CONTEMPORANEIDADE E RISCOS À SAÚDE

Coordenador(a): Celia Maria Cappelletti Goncalves Loch - GTVISA (SP)
Expositor(a): Maria Dalva Amim Dos Santos - Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Estado da São Paulo – COSEMSSP (SP)
Expositor(a): Isabelle Sena Gomes - Departamento de Ciências da Saúde – Universidade Federal da Paraíba (PB)
Sala 8
17:15 - 18:00 Conferência
CO.02 - A CIÊNCIA COMO NORTEADORA DAS PRÁTICAS DE SAÚDE - NEGACIONISMO CIENTÍFICO
Conferência
CO.02 - A CIÊNCIA COMO NORTEADORA DAS PRÁTICAS DE SAÚDE - NEGACIONISMO CIENTÍFICO

Apresentador(a): Marismary Horsth De Seta - ENSP-FIOCRUZ/GTVISA (RJ)
Conferencista: Luana Silva Rodrigues de Araujo - Hospital Israelita Albert Einstein (SP)
Plenária


• Sexta-feira, 24 de novembro de 2023
Horário Atividade Sala
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 21 - Organização das três esferas do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (A)
Discussão Temática
DT 21 - Organização das três esferas do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (A)

Coordenador(a): Isleide Carmen Silva Costa - SESAB-BA (BA)
Coordenador(a): Giselle Bianca Tófoli - SES-ESP-MG / GTVISA (MG)
[acessar trabalhos]
Sala 1
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 22 - Organização das três esferas do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (B)
Discussão Temática
DT 22 - Organização das três esferas do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (B)

Coordenador(a): José Antônio de Moura - SMS Natal (RN)
Coordenador(a): Marismary Horsth De Seta - ENSP-FIOCRUZ/GTVISA (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 2
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 23 - Uso de sistemas de informação para o planejamento das ações de Vigilância Sanitária (A)
Discussão Temática
DT 23 - Uso de sistemas de informação para o planejamento das ações de Vigilância Sanitária (A)

Coordenador(a): Milton Cosme Ribeiro - SES/MG (MG)
Coordenador(a): Suzie Marie Gomes - Universidade Federal da Bahia (DF)
[acessar trabalhos]
Sala 3
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 24 - Uso de sistemas de informação para o planejamento das ações de Vigilância Sanitária (B)
Discussão Temática
DT 24 - Uso de sistemas de informação para o planejamento das ações de Vigilância Sanitária (B)

Coordenador(a): LEILA RAMOS - SECRETARIA DA SAÚDE DA BAHIA (BA)
Coordenador(a): Rilke Públio - Fenafar (MG)
[acessar trabalhos]
Sala 4
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 25 – Uso de sistemas de informação para o planejamento das ações de Vigilância Sanitária (C)
Discussão Temática
DT 25 – Uso de sistemas de informação para o planejamento das ações de Vigilância Sanitária (C)

Coordenador(a): Vívian Lopes Miele - AGEVISA (PB)
Coordenador(a): CHRISTIANE DA SILVA COSTA - ANVISA (DF)
[acessar trabalhos]
Sala 5
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 26 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (A)
Discussão Temática
DT 26 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (A)

Coordenador(a): Igor Gutschov Oviedo Garcia - Instituto de Infectologia Emilio Ribas (SP)
Coordenador(a): Daniel Roberto Coradi de Freitas - SVSA/MS (DF)
[acessar trabalhos]
Sala 6
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 27 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (B)
Discussão Temática
DT 27 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (B)

Coordenador(a): PAULO VICTOR RODRIGUES DE AZEVEDO LIRA - SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO (PE)
[acessar trabalhos]
Sala 7
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 28 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (C )
Discussão Temática
DT 28 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (C )

Coordenador(a): LUÍS SÉRGIO OZÓRIO VALENTIM - CENTRO DE VIGILÃNCIA SANITÁRIA (SP)
Coordenador(a): Imeide Pinheiro dos Santos - Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 8
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 29 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (D)
Discussão Temática
DT 29 - Articulação da Vigilância Sanitária com as demais vigilâncias e instâncias/órgãos do Sistema Único de Saúde (D)

Coordenador(a): Luiz Antônio Dias Quitério - VISA/SES-SP (SP)
Coordenador(a): SYLVÉRIA DE VASCONCELOS MILHOMEM - SECRETARIA DE ESTADO DA SAUDE GOIAS (GO)
[acessar trabalhos]
Sala 9
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 30 - Articulação e influência intersetorial e internacional da Vigilância Sanitária
Discussão Temática
DT 30 - Articulação e influência intersetorial e internacional da Vigilância Sanitária

Coordenador(a): Pedro Ivo Sebba Ramalho - Ministério da Saúde (DF)
Coordenador(a): Catia Veronica dos Santos Oliveira - ENSP-FIOCRUZ (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 10
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 31 – Formação e qualificação dos profissionais de Vigilância Sanitária para enfrentamento da pandemia
Discussão Temática
DT 31 – Formação e qualificação dos profissionais de Vigilância Sanitária para enfrentamento da pandemia

Coordenador(a): ANA CLAUDIA DE SÁ TELES MINNAERT - ANVISA (BA)
Coordenador(a): Patricia Sodré - Universidade do Estado da Bahia (UNEB) (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 11
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 32 - Gestão do trabalho no cotidiano da Vigilância Sanitária durante a pandemia (A)
Discussão Temática
DT 32 - Gestão do trabalho no cotidiano da Vigilância Sanitária durante a pandemia (A)

Coordenador(a): Gênova da Silva Carvalho - GTVISA/SES BA (BA)
Coordenador(a): Ediná Alves Costa - ISC-UFBA/GTVISA (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 12
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 33 - Gestão do trabalho no cotidiano da Vigilância Sanitária durante a pandemia (B)
Discussão Temática
DT 33 - Gestão do trabalho no cotidiano da Vigilância Sanitária durante a pandemia (B)

Coordenador(a): Mariluce Karla Bomfim de Souza - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (BA)
Coordenador(a): Yara Oyram Ramos Lima - ISC-UFBA/ GTVISA (BA)
[acessar trabalhos]
Auditório 1
09:00 - 11:00 Discussão Temática
DT 34 - Articulação da Vigilância Sanitária com as instâncias de controle social e pressões e interferências experimentadas na atuação da Vigilância Sanitária
Discussão Temática
DT 34 - Articulação da Vigilância Sanitária com as instâncias de controle social e pressões e interferências experimentadas na atuação da Vigilância Sanitária

Coordenador(a): Edna Maria Covem - GTVISA - SES/GO (GO)
Coordenador(a): Maria Cecilia Martins Brito - conselho nacional de secretários de saúde- CONASS (GO)
[acessar trabalhos]
Auditório 2
11:15 - 12:30 Mesa Redonda
MR07 - ESTRATÉGIAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA EM RESPOSTA ÀS NECESSIDADES DA SOCIEDADE E ÀS PRESSÕES DO MERCADO: O QUE NOS MOSTROU A PANDEMIA E PARA ONDE PENDE O FIEL DA BALANÇA?
Mesa Redonda
MR07 - ESTRATÉGIAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA EM RESPOSTA ÀS NECESSIDADES DA SOCIEDADE E ÀS PRESSÕES DO MERCADO: O QUE NOS MOSTROU A PANDEMIA E PARA ONDE PENDE O FIEL DA BALANÇA?

Coordenador(a): Pedro Ivo Sebba Ramalho - Ministério da Saúde (DF)
Expositor(a): Vera Lucia Edais Pepe - ENSP/FIOCRUZ/GTVISA (RJ)
Expositor(a): Meiruze Sousa Freitas - Agência Nacional Vigilância Sanitária (DF)
Plenária
11:15 - 12:30 Mesa Redonda
MR08 - RELAÇÕES INTERFEDERATIVAS E REGIONALIZAÇÃO: REFLEXÕES E DESAFIOS PARA A VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Mesa Redonda
MR08 - RELAÇÕES INTERFEDERATIVAS E REGIONALIZAÇÃO: REFLEXÕES E DESAFIOS PARA A VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Coordenador(a): Maria Cecilia Martins Brito - conselho nacional de secretários de saúde- CONASS (GO)
Expositor(a): Paula Losada - Prefeitura Municipal de Cubatão (SP)
Expositor(a): Edmilson Silva Diniz Filho - Superintendência Estadual de Vigilância Sanitária (MA)
Auditório 1
11:15 - 12:30 Mesa Redonda
MR09 - AS DISTINTAS RACIONALIDADES E OS CONFLITOS DE COMPETÊNCIA NA REGULAMENTAÇÃO DA PROTEÇÃO DA SAÚDE
Mesa Redonda
MR09 - AS DISTINTAS RACIONALIDADES E OS CONFLITOS DE COMPETÊNCIA NA REGULAMENTAÇÃO DA PROTEÇÃO DA SAÚDE

Coordenador(a): Gisélia Santana Souza - UEFS/ BAHIAFARMA/GTVISA (BA)
Expositor(a): Geraldo Lucchese - GTVISA (DF)
Expositor(a): Maria Tereza Fonseca Dias - Universidade Federal de Minas Gerais (MG)
Auditório 2
11:15 - 12:30 Comunicação Coordenada
CC 5 - Tecnovigilância, Farmacovigilância, Hemovigilância e Vigilância Sanitária em Serviços de Saúde
Comunicação Coordenada
CC 5 - Tecnovigilância, Farmacovigilância, Hemovigilância e Vigilância Sanitária em Serviços de Saúde

Coordenador(a): Carlos Alberto Dias Pinto - Superintendência de Vigilância Sanitaria - SVS/SES-RJ (RJ)
[acessar trabalhos]
Sala 10
11:15 - 12:30 Comunicação Coordenada
CC 6 - Organização do Sistema de Vigilância Sanitária
Comunicação Coordenada
CC 6 - Organização do Sistema de Vigilância Sanitária

Coordenador(a): Tilson Mota - SUVISA/SESAB (BA)
[acessar trabalhos]
Sala 11
13:30 - 14:15 Conferência
CO.03 - QUAL VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA OS DESAFIOS PÓS-PANDEMIA?
Conferência
CO.03 - QUAL VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA OS DESAFIOS PÓS-PANDEMIA?

Coordenador(a): Ana Figueiredo - GTVISA (SP)
Expositor(a): Gonzalo Vecina Neto - Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (SP)
Plenária
14:30 - 16:30 Painel
PA16 - A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO INTEGRADA DA INFORMAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA A PROTEÇÃO DA SAÚDE
Painel
PA16 - A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO INTEGRADA DA INFORMAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA A PROTEÇÃO DA SAÚDE

Coordenador(a): Luiz Antônio Dias Quitério - VISA/SES-SP (SP)
Painelista: Sergio Albuquerque - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD (DF)
Painelista: Igor Gutschov Oviedo Garcia - Instituto de Infectologia Emilio Ribas (SP)
Painelista: Marcus Vinicus Teixeira Navarro - Instituto Federal da Bahia (BA)
Sala 1
14:30 - 16:30 Painel
PA17 - FORMAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DURANTE A PANDEMIA: O QUE APRENDEMOS?
Painel
PA17 - FORMAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DURANTE A PANDEMIA: O QUE APRENDEMOS?

Coordenador(a): Giselle Bianca Tófoli - SES-ESP-MG / GTVISA (MG)
Painelista: Bianca Ramos Marins Silva - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)/ GT-VISA-Abrasco (RJ)
Painelista: Janaina Angelina Teixeira - Universidade de Brasília - UnB (DF)
Painelista: Claudia Cristina Santiago Gomes - ANVISA/GTVISA (MG)
Sala 2
14:30 - 16:30 Painel
PA18 - A GESTÃO DO TRABALHO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA: DESAFIOS E LIÇÕES DA PANDEMIA
Painel
PA18 - A GESTÃO DO TRABALHO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA: DESAFIOS E LIÇÕES DA PANDEMIA

Coordenador(a): Gênova da Silva Carvalho - GTVISA/SES BA (BA)
Painelista: Michelle Cecília dos Reis Oliveira - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA (DF)
Painelista: Bruno Guimarães - Ministério da Saúde (BA)
Painelista: Maria Juliana Moura Correa - Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. (DF)
Sala 3
14:30 - 16:30 Painel
PA19 - A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NA PANDEMIA E A POLÍTICA NACIONAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE: AVANÇOS?
Painel
PA19 - A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NA PANDEMIA E A POLÍTICA NACIONAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE: AVANÇOS?

Coordenador(a): André Godoy Ramos - Diretoria de Vigilância Sanitária/Subsercretaria de Vigilância à Saúde/Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal (DF)
Painelista: Marismary Horsth De Seta - ENSP-FIOCRUZ/GTVISA (RJ)
Painelista: Cleria Maria Moreno Giraldelo - Secretaria Municipal de Saúde de Campinas (SP)
Auditório 1
14:30 - 16:30 Painel
PA20 - FINANCIAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA: O MODELO ATUAL CONTRIBUI PARA O FORTALECIMENTO DO SISTEMA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA?
Painel
PA20 - FINANCIAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA: O MODELO ATUAL CONTRIBUI PARA O FORTALECIMENTO DO SISTEMA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA?

Coordenador(a): José Agenor Álvares da Silva - GTVISA (DF)
Painelista: Fabiola Sulpino Vieira - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (DF)
Painelista: Elizeu Diniz - Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (CVS/SES-SP) (SP)
Sala 5
14:30 - 16:30 Painel
PA21 - RECONHECIMENTO DA ANVISA COMO AUTORIDADE DE REFERÊNCIA PARA A A OMS (WHO LISTED AUTHORITY – WLA): IMPULSO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE NA VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Painel
PA21 - RECONHECIMENTO DA ANVISA COMO AUTORIDADE DE REFERÊNCIA PARA A A OMS (WHO LISTED AUTHORITY – WLA): IMPULSO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE NA VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Coordenador(a): Vívian Lopes Miele - AGEVISA (PB)
Painelista: Danila Augusta Accioly Varella Barca - Hospital Alemão Oswaldo Cruz (RN)
Painelista: Patricia Serpa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa (DF)
Painelista: Zilmara Aparecida Guilherme Ribeiro - Vigilância Sanitária Municipal de Belo Horizonte (VISA/BH) (MG)
Sala 6
14:30 - 16:30 Roda de Conversa
RC05 - HARMONIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
Roda de Conversa
RC05 - HARMONIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE

Coordenador(a): Isleide Carmen Silva Costa - SESAB-BA (BA)
Expositor(a): Carlos Alberto Dias Pinto - Superintendência de Vigilância Sanitaria - SVS/SES-RJ (RJ)
Expositor(a): José Antônio de Moura - SMS Natal (RN)
Expositor(a): Fabiana Petrocelli Bezerra Buss - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) (DF)
Sala 7
14:30 - 16:30 Roda de Conversa
RC06 - O CONTROLE SOCIAL, A SOCIEDADE E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: INTERFACES E DESAFIOS
Roda de Conversa
RC06 - O CONTROLE SOCIAL, A SOCIEDADE E VIGILÂNCIA SANITÁRIA: INTERFACES E DESAFIOS

Coordenador(a): Rilke Públio - Fenafar (MG)
Expositor(a): Ana Maria Caldeira Oliveira - SMS BH/GTVISA (MG)
Expositor(a): Alex Gomes da Motta - Conselheiro do CNS, Representando o Presidente do Conselho Nacional de Saúde (RJ)
Expositor(a): Ana Carolina Navarrete Munhoz Fernandes da Cunha - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC (SP)
Sala 8
16:30 - 17:30 Solenidade de Encerramento
.
Solenidade de Encerramento
.
Plenária



Voltar


Realização:




Apoio: